Gestão de Pessoas • Articulistas

16 de Agosto de 2018

Transparência: A palavra do sucesso!

“Procuram-se homens para trabalho perigoso. Salários baixos, frio rigoroso, longos meses de completa escuridão, perigo constante e retorno duvidoso. Honra e reconhecimento, em caso de sucesso”.

Quem será que vai querer esse emprego?

Este foi o texto do anúncio veiculado num jornal em Londres, pelo capitão Ernest Shackleton, em 1912, para recrutar a tripulação do Endurance, a caminho do Ártico que contou com um final de sucesso. Mas como conseguir motivar e engajar uma tripulação com as características informadas acima?

O primeiro fator de sucesso se chama TRANSPARÊNCIA na COMUNICAÇÃO.  Shackleton, desde o início não prometeu algo que não poderia cumprir, pelo contrário, divulgou as características marcantes do desafio que seria enfrentado. Além disso, Shackleton sabia das limitações de sua expedição e as comunicava sem meias verdades.

O segundo fator de sucesso se chama CONFIANÇA que a partir das informações transparentes criam laços e engajamento para todos se unirem em pró do objetivo, da missão e do resultado final!  Lembre-se que pessoas estão sempre buscando sentido e significado das ações, especialmente naqueles que seguem e o sucesso só acontece quando se confia e acredita na liderança!

O terceiro fator é a LIDERANÇA, afinal não basta ter as características acima para atrair, mas sim liderar para muito além de reter, manter o engajamento e a união da equipe para o sucesso.

Nesta história, a equipe de 28 homens passou por muitas dificuldades durante a expedição, mas o grupo foi protagonista de uma das histórias mais heróicas de conquista do continente Antártico. Graças à liderança, coragem e experiência de Shackleton, todos sobreviveram.

Histórias assim não servem para ficar somente no passado, o pioneirismo do capitão irlandês deve inspirar a liderança nas empresas de hoje. Mesmo com adversidades, dificuldades, desafios, a transparência na comunicação, o elo de confiança e o espírito de liderança devem ser protagonistas em todos os momentos, só assim, é possível engajar e motivar os seus homens mesmo com salários baixos, frio rigoroso, escuridão e perigo constante, pois o líder é peça chave para assegurar o alinhamento de forma a construir uma relação saudável e verdadeira quando há pleno entendimento dos aspectos que garantirão a sustentabilidade e crescimento dos negócios.

 

>>>> 

A AUTORA Janaina B. Vicari Peroto, administradora de empresas com MBA em Gestão de Pessoas pela FGV e gestão de negócios pela UCI (University of California). Atualmente lidera a área de gestão de pessoas de uma empresa localizada em Presidente Prudente, é palestrante e professora da Fundação Getúlio Vargas 

Willy Macedo
Stetnet
O Imparcial