Entrevistas • Gerais

09 de Dezembro de 2019

STUART HANTHORNE

“Brasil é maravilhoso e tem um povo muito bom”

 

O irlandês Stuart William Hanthorne, 32 anos, é um dos professores da escola Native English, que funciona junto ao Colégio Anglo Prudentino.

Natural de Armagh, Irlanda do Norte, é casado com a prudentina Lívia Itapema Guariento Guimarães. O casal tem uma filhinha, Cora.

Stuart William Hanthorne, professor de inglês em Presidente Prudente diz que adora o Brasil, e ama viver aqui. “O país é maravilhoso, o povo é muito bom, super legal. Pessoas te conhecem e viram seu amigo na hora. Se você vai num lugar, gosta de uma coisa, já te dão de presente...isso não existe no mundo. O lugar é bom, muito fácil para os gringos se adaptarem aqui”, relatou.

 

 

Stuart contou que sua cidade natal é um pequeno vilarejo de 15 mil habitantes. Morou lá até os 25 anos. Fez a Faculdade de História em Belfast, capital da Irlanda do Norte. Depois, mudou-se para a República da Irlanda, que fica no sul, onde trabalhava na cervejaria Guilness. Foi nessa época que conheceu a sua esposa, que estudava em Portugal e passeava pela Irlanda.

‘Paixão a primeira vista”, contou. Quando a namorada falou em voltar para o Brasil Stuart não teve dúvidas de pedir demissão do trabalho, e vir com ela para o País, que só conhecia da televisão.  “Tudo pelo amor”, brincou.

Na primeira vez, ficou 3 meses no Brasil. Depois voltou para a Irlanda, enquanto a namorada terminava a faculdade, no Mackenzie. Em seguida ela foi morar com ele na Irlanda. “Tínhamos uma vida tranqüila na Irlanda, mas ela sofria muito com o frio”, então decidimos vir para o Brasil “que é um forno para mim...”, riu...

Stuart conta que os amigos irlandeses não sabem nada do Brasil e estranharam muito sua decisão. “Perguntavam se eu já sabia falar...espanhol , rssss!!”

Na vida para o Brasil, dar aula de inglês na equipe da Native English, foi um projeto que empolgou o irlandês. “Foi um desafio difícil, mas sou apaixonado pelo que eu faço”.

Stuart diz que adora o Brasil, e ama viver aqui. “O país é maravilhoso, o povo é muito bom, super legal. Pessoas te conhecem e viram seu amigo na hora. Se você vai num lugar, gosta de uma coisa, já te dão de presente...isso não existe no mundo. O lugar é bom, muito fácil para os gringos se adaptarem aqui”, relatou.

 

 

Interplan
Willy Macedo